Matéria na Revista Eclésia


Teatro de rua

A Instituição Filantrópica e Educacional Parábola nasceu em virtude de uma experiência pessoal da fundadora Marisa Mello Mendes, vítima de abuso e de violência na infância . Fugindo de casa aos 13 anos de idade, ainda em sua adolescência teve dois filhos, Marcia Cristina e Marco Antonio. Sua experiência foi narrada no livro Uma Parábola Real e em diversas publicações impressas, além de muitas entrevistas em várias redes de televisão.


Aos 19 anos Marisa iniciou um trabalho com gangs de rua na Zona Leste de São Paulo e aos 20 anos fundou o grupo de teatro Parábola. Por meio de peças teatrais o trabalho passou a estender-se em escolas estaduais e favelas de São Paulo por meio de duas fantasias: Leão de Judá e o Papagaio Lourival.

Na medida em que as peças de teatro eram apresentadas e o contato com as crianças tornou-se mais intenso, surgiu a necessidade da abertura de casas que recebessem crianças que eram identificadas como vítima de violências e pessoas que pudessem receber estas crianças e serem família para elas.

O grupo de teatro Parábola iniciou o atendimento em escolas e favelas onde eram identificados casos graves de situações de violência em família.

Após isto o Marisa foi conhecendo crianças nas ruas e a necessidade da fundação oficial da Instituição Filantrópica e Educacional Parábola deu-se em março de 1994 em virtude da amizade com o Marisa Dieter e Helga Steiger da Obra Missionária Chamada da Meia-noite, e a primeira doação ao trabalho veio da Alemanha.
Cada vez mais crianças eram encaminhadas para a Parábola e assim o Marisa foi conhecendo aqueles que futuramente constituiriam a Família , por meio de processo legal de adoção ou por meio de Guarda de Permanência.

Foi um período de muita luta para o sustento do trabalho, inicialmente sustentado apenas pelo trabalho de Marisa, posteriormente por maid de três anos recebendo a manutenção do trabalho pela Igreja Bíblica da Paz.

Em 1996 quando foi realizada a matéria do Programa Globo Repórter, matéria esta que deu um dos maiores prêmios do jornalismo mundial para Rede Globo e também se deu o primeiro contato com a cooperadora Sarah Branzikofer, uma jovem suissa que veio dedicar suas férias de universidade ao trabalho social e missionário. Sarah decidiu representar a Parábola na Suissa. Casou-se com Alejandro e hoje é a Senhora Martinez e prossegue como voluntária, apresentando projetos que possam cooperar para o atendimento das crianças no Brasil .

Em 1997 Marisa escreveu o programa educativo , formativo e informativo: "Vila Esperança" em parceria com a psicóloga Betina, sob sua coordenação de produção, exibido pela Rede Record de Televisão e com a produção da Idéia Produções.

Marisa Escreveu outros livros como Psicanálise de Deus e a série infantil Terra de Gigantes.
O número de crianças sempre crescente e o resultado do trabalho fizeram com que a Parábola fosse extremamente divulgada pela mídia.
O Grupo Paralamas do Sucesso doou um veículo Kombi para a Instituição Parábola e a dupla Zezé di Camargo e Luciano doaram em parceria de amigos uma casa sede para a Instituição Parábola.
Em 1999 o trabalho realizado pela Parábola teve o reconhecimento da  ONU e a visita da Baronesa Caroline Cox, da House Of Lord's inglesa pessoalmente à Família.


Em julho de 2000 a produtora de nome Ideia Produções, que era o origem do sustento da Família foi assaltada, sendo levado todo o patrimônio para manutenção da imensa família de Marisa e do trabalho. Foi um dos períodos mais difíceis da Parábola, onde a Família contou grandemente com o apoio de amigos como o casal  Ewaldo e Elfriede e a Laiz e Sérgio que literalmente cooperaram e cooperam para o sutento da Família até hoje.


Também em 2000 Marisa conheceu o Pr. Gérard Staufer e sua esposa Ivete . Pr. Gérard partoreia uma igreja Presbiteriana na Cidade de Bullé, na Suissa. Que cooperou com o trabalho da Parábola por cinco anos.Um dos membros da igreja de Bullé de nome Cédric continua sendo mantenedor das atividades da Parábola atualmente!!!


Felipe e Priscila


A dificil realidade da Praça
da Sé em 1990


Marisa e Renato


Marco Antonio, Marisa e Elfriede


Sarah e Renato na Suissa


Laiz da Bonn Alimentos


A Familia Bender


Casamento de Carlos e Marisa


Zezé e Luciano
Parceiros do trabalho de Marisa e Carlos


Lançamento do Livro de Renato.

Em 2002  Marisa conheceu o Pr. David Bezerra,  da Igreja Presbiteriana de Boston e Flórida. Pr. David ao lado de sua esposa Pra. Jacir passaram a cuidar espiritualmente de Marisa e família.



Em 2004 iniciou o trabalho conjunto com a Igreja Bola de Neve. Com o envolvimento direto de Marisa com o casal de pastores Rina e Denise, a amizade e o suporte espiritual tão necessário para que os jovens pudessem congregar em um local que compreendesse e falasse sua prórpia linguagem e acima de tudo expressasse o amor de Deus para corações tão feridos.


Em 2004 iniciou-se um dos maiores desafios da Instituição Parábola com a aproximação de uma Igreja em Ohio, USA, por meio de missionários aproximaram-se da Instituição sempre apresentando o intuito da cooperação para o prosseguimento do Ministério, entretanto os objetivos demonstraram-se outros sendo descobertos somente em 2006.


O desfecho desta situação repercutiu com a necessidade de intervenção jurídica que decorre ainda atualmente com o apoio de advogados voluntários da VRS Contábil, nas pessoas maravilhosas de Marcos Vinícios e sua esposa Sueli, assim como toda equipe que tem sido uma verdadeira família para o Ministério Parábola.


Em março de 2007 Marisa recebeu um dos maiores apoios de seu ministério com a chegada do esposo e companheiro Carlos.


Ainda em 2007 tivemos o pré-lançamento do Livro de Renato na luta contra a vitimização infantil. Atualmente os seguimentos de atividades da Parábola são os mais variados, os projetos de sustento do trabalho podem ser conhecidos em mão na massa, patrocinados pelo envolvimento de empresas como a ALCOA e universidades como O VOLUNTÁRIADO MACKENZIE.


Congregamos na IGREJA BÍBLICA DA PAZ . Hoje a Instituição assiste à famílias que estejam em situação de risco , jovens que completaram sua maioridade na FEBEM e hoje integram-se socialmente no PROJETO SIMBIOSE. A Parábola possui trabalho evangelístico em presídios e de assistencia em favelas. Realizamos palestras nacionais e internacionais, além do  apoio psicológico e atendimento a muitas denúncias on-line.


Os desafios para prosseguirmos com o trabalho são muitos e o sempre crescente número de crianças e jovens que precisam de ajuda é ininterrupto.

VENHA FAZER PARTE DESTE TRABALHO CONOSCO!

Se decidir apoiar financeiramente, pode realizar doações na:
BANCO 151 - NOSSA CAIXA - Agencia 0848-6 CONTA CORRENTE 04000631-1
A Instituição Filantrópica e Educacional Parábola é reconhecida de Utilidade Pública Federal e Estadual.
 E tem o Título de Filantropia, porém não possui ajuda governamental.